VOLUNTARIADO NO BRASIL: Formação de Centros

O que é um centro de voluntários?
É um programa ou organização sem fins lucrativos dedicado a incentivar e apoiar as necessidades de voluntários e organizações sociais que utilizem trabalho voluntário. É um instrumento de promoção e de fortalecimento do voluntariado para a melhoria da qualidade de vida em sua cidade ou região.

Os Centros geralmente executam as seguintes funções: promovem o voluntariado, informando a comunidade sobre as contribuições dos voluntários, atraindo novos e mantendo os voluntários já existentes. Oferecem consultoria gerencial sobre programas de voluntariado em organizações sociais e empresas, fornecendo informações atualizadas sobre gerenciamento de voluntários. Orientam as organizações em como recrutar, entrevistar e selecionar voluntários, capacitarem voluntários e coordenadores de voluntários. Divulgam as causas ligadas ao trabalho voluntário.

Porque ter um centro de voluntariado na sua comunidade?
Porque as pessoas interessadas em doar seu tempo, trabalho e talento querem encontrar um lugar para atuar.

Porque o Centro saberá reconhecer as habilidades, interesses, tempo e energia que os voluntários têm para oferecer, assegurando o treinamento apropriado e mostrando reconhecimento pelo esforço.

Porque propicia oportunidades para que as pessoas façam contato, aprendam novas habilidades, ganhem novas experiências de trabalho, aumentem sua auto-estima, melhorando sua saúde e sua vida.

Como fazer para implantar um centro de voluntariado e por onde começar.

Formação do Grupo de Estudos:
O primeiro passo é reunir um grupo inicial que se disponha a estudar a viabilidade da implantação de um Centro de Voluntariado na cidade.

A experiência mostra que o que mantém a motivação do grupo inicial e legitima o Centro de Voluntariado aos olhos de outras organizações e da comunidade é sua capacidade concreta de fazer coisas, seu comprometimento em longo prazo e a importância da diversidade do grupo.

O objetivo é assegurar e confirmar que um Centro de Voluntariado vai preencher um espaço existente na sua comunidade e não concorrer com serviços similares.

Divulgação da Idéia:
É fundamental conseguir a divulgação do Centro de Voluntariado e de seus objetivos nos jornais da sua cidade, nas estações de rádio, consiga uma entrevista na televisão, peça para as igrejas divulgarem a idéia do voluntariado. Escolas, clubes, grupos sociais (Rotary, Lions, sindicatos, associações), empresas e lideranças comunitárias com certeza vão se interessar.

Identificação das Necessidades:
É muito importante reconhecer a demanda com relação às necessidades de voluntários. A realidade tem confirmado que o sentimento de solidariedade e o desejo de participação são tão intensos na sociedade brasileira que um número expressivo de pessoas responde de forma imediata e positiva a qualquer convocação para ações voluntárias. O problema é que, ao convocar voluntários sem ter previamente identificado as oportunidades concretas de sua inserção, o Centro corre o risco de não ter como encaminhá-los. Antes de mobilizar voluntários, o Centro precisa conhecer e cadastrar instituições ou programas que possam recebê-los ou ter propostas de sua inserção junto à comunidade. A combinação entre a demanda e oferta começa, portanto, pela identificação e organização das necessidades e oportunidades de trabalho voluntário em função das quais serão convocados os voluntários.

Identificação das Disponibilidades: Recursos Humanos, Recursos Materiais e Recursos Financeiros
É sempre bom lembrar que recursos significam muito mais do que dinheiro. Muitas vezes os recursos mais decisivos para as atividades são as pessoas com as suas competências, conhecimentos e capacidade de criação. Claro que infra-estrutura e equipamentos são também importantes, mas precisam ser obtidos e utilizados por pessoas. Normalmente, a maior parte dos recursos é proveniente tanto de parcerias estabelecidas com órgãos governamentais quanto com empresas e organizações da própria sociedade. O estabelecimento de parcerias é fundamental para garantir as condições básicas de funcionamento. Parcerias são construídas com base em objetivos ou interesses comuns: é preciso ser cúmplice de um mesmo sonho. Para articulá-los é necessário identificar pessoas e organizações com interesses que podem combinar com os do Centro de Voluntariado, de maneira que todos ganhem com a colaboração. Cada parceiro deve ter algo a oferecer e algo a receber.

Reflexão, revisão e planejamento:
Estabelecidos os resultados a serem alcançados e a forma de como podem ser verificados, o grupo passa a dispor de maneiras para avaliar o desenvolvimento das ações. São momentos para analisar em maior profundidade as dificuldades encontradas e valorizar os resultados obtidos, sem perder de vista o horizonte geral da iniciativa.

Relações e comunicação transparentes e um bom fluxo de informação podem contribuir para uma revisão e um planejamento mais produtivo. A avaliação faz a equipe amadurecer e valorizar a contribuição de cada um. Identificando as razões dos erros e dos resultados positivos, o grupo vai aprendendo e adequando idéias e planos com as possibilidades reais de tempo, atividades e recursos.

Os caminhos e jeitos de fazer um Centro de Voluntariado são múltiplos. Criar e fazer funcionar um centro se traduz em invenção e experimentação. Para conseguir esse caminho, audácia, confiança, bom senso, criatividade e conhecimento da realidade são os melhores parceiros. Analisar os dados conseguidos e avaliar a viabilidade de prosseguir nos passos para implementação de um novo Centro de Voluntários são fundamentais!!!


O acervo de nossa biblioteca também está à disposição para consulta em nosso escritório. Essa visita poderá ser agendada pelo telefone 3266-5477.

Centro de Voluntariado de São Paulo
Fone: (11) 3284.7171
voluntariado@voluntariado.org.br
 
Patrocínio:       Apoio: